quinta-feira, 5 de julho de 2018

Juntos Criamos o Futuro: Sobreviver com o que a Natureza nos Dá

Ao longo do ano letivo foi dinamizado o projeto "Juntos Criamos o Futuro: Sobreviver com o que a Natureza nos Dá", numa parceria entre as Bibliotecas Escolares e as disciplinas de Ciências Naturais, Português, Inglês, História e Geografia de Portugal, Educação Visual e Educação Tecnológica, com as turmas 5ºB e 6ºG da E.B nº1 de Reguengos de Monsaraz. 

Ao longo de seis sessões, com a colaboração das DT Céu Veiga e Paula Rêgo, as turmas envolvidas realizaram atividades e elaboraram trabalhos em diferentes suportes. Aqui ficam algumas imagens que mostram o empenho e envolvimento dos alunos.

* Apresentação do projeto e visionamento do vídeo a partir da obra "A Maior Flor do Mundo", de José Saramago.


* Animação de leitura a partir da obra "A Maior Flor do Mundo", de José Saramago.

 

* Visita à ETAR na Herdade do Esporão.



  

   

 

* Experimentação sobre processos básicos de tratamento de água.


* Pesquisa sobre processos de tratamento de água em situação de sobrevivência







* Criação de Flyer sobre processos básicos de tratamento de água (link).


O projeto teve como objetivo fundamental contribuir para a reflexão e ação no âmbito dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável através da implementação de diversas metodologias de trabalho nos processos de ensino/aprendizagem. Todos os intervenientes estão de parabéns!

Juntos Criamos o Futuro - Jovens Repórteres para o Ambiente

O projeto "Juntos Criamos o Futuro - Jovens Repórteres para o Ambiente" foi desenvolvido com as turmas 7ºC e 7ºD (DT's Marisa Pereira e Vanda Pereira), numa parceria entre as Bibliotecas Escolares e as disciplinas de Português, História, Inglês e Ciências Naturais


Tendo como objetivo principal contribuir para a reflexão e ação no âmbito dos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável, o projeto procurou fomentar nos alunos a curiosidade pela pesquisa e divulgação de assuntos relacionados com a proteção do ambiente na sua região. 

Alunos e professores aprenderam a ser repórteres do ambiente, recolhendo e tratando a informação por meio de entrevistas, filmagens e leitura e escrita de textos. Deste trabalho resultaram algumas reportagens que, para além da vertente informativa, visam divulgar as boas e as más práticas na nossa relação com o ambiente e sensibilizar toda a comunidade para a importância do desenvolvimento sustentável

Aqui fica a reportagem da visita de estudo à pedreira de Estremoz:


Parabéns a todos os intervenientes!

Juntos Criamos o Futuro - Uma Horta à Porta

Ao longo do ano letivo foi dinamizado o projeto "Juntos Criamos o Futuro - Uma Horta à Porta", dirigido aos alunos do pré-escolar e 1º ciclo, no âmbito dos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável, promovido pela UNICEF com o apoio da Direção Geral da Educação.

O trabalho desenvolvido foi concluído na sexta e última sessão realizada no passado dia 22 de junho, integrando a Festa de Final do Ano Letivo, na E.B. nº2 de Reguengos de Monsaraz.

A sessão contou com a presença da autora Fernanda Botelho, autora do livro "Salada de Flores", explorado ao longo do projeto. Após a apresentação do seu livro, a autora dinamizou atividades de pintura com plantas e decalque com ceras e pigmentos naturais. 

Fernanda Botelho
Início das atividades "Pintura com Plantas"
 e "Decalque com Ceras e Pigmentos Naturais"
Durante as atividades todos puderam visitar a horta criada pelos alunos das turmas do Centro Escolar: 3º ano e sala vermelha do JI (com a colaboração do 2º ano). 
Os alunos conversaram com a autora sobre a importância da proteção do meio ambiente através de ações simples do dia a dia. Foi dado destaque à criação de hortas familiares e à não utilização de produtos químicos nocivos na agricultura. Por fim, foi com entusiasmo que todos experimentaram uma divertida degustação de flores!

         
             
    

    


     
Espantalhos criados pelas crianças da sala vermelha
do JI de Reguengos de Monsaraz, em articulação com o projeto
Os alunos da turma 3º A criaram um jogo Flash Cards na sequência da sessão de pesquisa sobre plantas. Aqui fica o link:

https://www.goconqr.com/pt-PT/p/13672112-3-A-Uma-Horta---Porta-flash_card_decks 

Por sua vez, os alunos das turmas 3º B e 3º C criaram um livro digital, ao qual todos podem aceder através deste link:

https://read.bookcreator.com/TbOFFdjN4QWEPCIbi5HB1lpCkpp2/bX73WT9gQPOUa1Sr7mUMvQ 

***
O mesmo projeto foi desenvolvido no JI e E.B. de São Marcos do Campo. Aqui ficam algumas imagens das atividades dinamizadas, inseridas na apresentação elaborada.















As atividades dinamizadas contribuíram, sem dúvida, para a sensibilização dos alunos para áreas tão importantes como a proteção do ambiente, o desenvolvimento sustentável, a democracia e os direitos humanos, tendo como suporte a descoberta do prazer da leitura.

Guião de pesquisa "Identificação das Plantas Recolhidas" 

A dinamização deste projeto ofereceu a todos 
momentos únicos de aprendizagem! Parabéns!

terça-feira, 8 de maio de 2018

Biblioterapia


   As Bibliotecas Escolares dinamizaram o projeto Biblioterapia, numa abordagem diferente do livro e da leitura.
 O projeto resultou de uma parceria entre as Bibliotecas Escolares e as disciplinas de Português e Biologia e Geologia, do 10º ano de escolaridade, e foi desenvolvido com as turmas 10ºA, 10ºB e 10ºC. Tendo como suporte os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, tema promovido pela UNICEF com o apoio da Direção Geral de Educação, os professores e os alunos envolvidos procuraram estabelecer pontes entre os conteúdos disciplinares a partir da leitura e dos horizontes que o livro pode oferecer. 

  Começámos por conhecer o livro Remédios Literários. É um livro diferente...um livro sobre livros e com muitos livros lá dentro. 


  Para cada crise, doença, situação de sofrimento físico ou de comoção espiritual, há um livro indicado que pode servir de cura. Os romances recomendados neste livro são remédios e têm o poder de curar ou aliviar muitos males. 

  O remédio está na leitura de grandes romances de autores tão diversos como Goethe, Tolstoi, Kafka, Nabokov, Saramago, Jane Austen, Melville, David Foster Wallece, Eça de Queirós, Flaubert, Vargas Llosa, Murakami, Stephen Zweig, Virginia Wolf, J.D. Salinger, García Márquez, Isabel Allende, Saul Bellow, Cardoso Pires, entre muitos outros. 

  A biblioterapia que aqui se propõe baseia-se na experiência das autoras com os seus "pacientes" e é apoiada por provas empíricas. 

Ella e Susan, as autoras do livro
  Ella Berthoud e Susan Elderkin, as autoras deste livro, conheceram-se quando eram estudantes de Literatura Inglesa na Universidade de Cambridge, altura em que - sempre que uma delas precisava de ajuda ou atravessava um período conturbado na sua vida - começaram a prescrever a leitura de romances uma à outra. 

  Ella seguiu Belas-Artes e é professora e pintora. Susan é romancista, ensina escrita criativa e escreve peças de literatura de viagem e recensões de livros para vários jornais. 

  Em 2008, Ella e Susan abriram um serviço de biblioterapia na School of Life, em Londres, local onde "prescrevem" livros às pessoas que as procuram. 
Ella e Susan numa alusão divertida à biblioterapia

The School of Life, em Londres.

  Neste livro podemos encontar os melhores romances para:

- quem gosta de grandes calhamaços
- abafar o ressonar
- delírios chocantes, escapistas e proibidos
- separações e divórcios
- baixar a tensão arterial
- dias de sofá e edredão
- ler numa rede debaixo das árvores
- fazer chorar
- fazer rir
- fazer com que a parceira goste de romances
- fazer com que o parceiro goste de romances
- largar um vício a seco
- ler em viagens de comboio
- para adolescentes
- os muito tristes
- parecer um bom leitor
- ler no hospital
- parecer um bom leitor
- tratar os xenófobos
- os que sofreram um desgosto de amor
- os que se zangaram com o melhor amigo
... e muito mais!
Ilustração de Apolar Arch, Paperbacks.
Semana da Leitura
  
  Na Semana da Leitura, decorrida entre os dias 5 e 9 de março, as Bibliotecas Escolares dinamizaram diversas atividades, dando continuação ao projeto Biblioterapia

 Os alunos das turmas 10ºA, 10ºB e 10ºC apresentaram os livros escolhidos mediante a elaboração de cartazes. Em seguida, procedeu-se à leitura de excertos das obras, dando assim mais um passo na formação dos nossos "leitores terapeutas".






 Aqui ficam as imagens dos trabalhos resultantes dos momentos divertidos de aprendizagem onde cada aluno procurou libertar o leitor que há em si!




















  No dia 7 de maio decorreu mais uma sessão do projeto, no laboratório de ciênciasAo longo da sessão, os alunos intervenientes puderam conhecer o livro O Terceiro Gémeo, de Ken Follett e, a partir daí, desenvolver uma reflexão crítica acerca da relação entre literatura e ciência nas suas diversas problemáticas, mais concretamente a clonagem. 

                     


   No dia 8 de maio, inspirados no conceito de Biblioterapia, presente no livro Remédios Literários, e no trabalho desenvolvido nas sessões anteriores, os alunos das referidas turmas representaram os papéis de pacientes e de biblioterapeutas, diagnosticando uma série de problemas e receitando a leitura de diversos livros como remédio

  A biblioteca da ESCM tranformou-se em consultório de biblioterapia, tal como podemos ver nas fotografias que se seguem...




      




  Foram momentos muito interessantes onde, através de uma forma lúdica, foi possível divulgar obras literárias, trocar ideias sobre os temas e as personagens dos livros e, o mais importante, mostrar que a leitura contribui para nos conhecermos e transformarmos a nós mesmos e ao mundo à nossa volta 













  Com este projeto, as Bibliotecas Escolares procuraram alcançar os seguintes objetivos:

- Conhecer e divulgar o livro Remédios Literários;
- Compreender o conceito de biblioterapia;
- Desenvolver literacias da leitura;
- Desenvolver competências de autoconhecimento e consciência de si através da fruição da leitura;
- Apresentar o resultado do trabalho através da criação de um consultório de biblioterapia;
- Divulgar o projeto no blogue das BE do Agrupamento;
- Divulgar do fundo documental das BE do Agrupamento;
- Desenvolver o gosto pela leitura dos textos de literatura em língua portuguesa e da literatura universal, como forma de descobrir a relevância da linguagem literária na exploração das potencialidades da língua e de ampliar o conhecimento do mundo;
-Interpretar os fenómenos naturais a partir de modelos progressivamente mais próximos dos aceites pela comunidade científica;
- Aplicar os conhecimentos adquiridos em novos contextos e a novos problemas.
      

      

Shinya Okayama, Paperbacks