terça-feira, 21 de março de 2017

Dia Mundial da Poesia..."Folhas caídas e flores sem fruto"

Folhas Caídas e Flores sem Fruto
de Almeida Garrett
il. Danuta Wojciechowska
Edição/reimpressão:2015
Editor:Porto Editora
Coleção:Educação Literária
Páginas:128

Quando eu sonhava
Quando eu sonhava, era assim
Que nos meus sonhos a via;
E era assim que me fugia,
Apenas eu despertava, 
Essa imagem fugidia
Que nunca pude alcançar.
Agora que estou desperto, 
Agora a vejo fixar...
Para quê? - Quando era vaga,
Uma ideia, um pensamento,
Um raio de estrela incerto
No imenso firmamento,
Uma quimera, um vão sonho,
Eu sonhava -mas vivia:
Prazer não sabia o que era,
Mas dor, não a conhecia...

   
  
"Não sei se são bons ou maus estes versos; sei que gosto mais deles do que de nenhuns outros que fizesse. Porquê? É impossível dizê-lo mas é a verdade." 
                                
                                         Almeida Garrett
                                                
Prefácio da 1ª edição de "Folhas Caídas", publicado em 1853
Livro recomendado nas Metas Curriculares de Português e pelo Plano Nacional de Leitura para o 8ºano
Fundo documental BEº1 e BE Professor Manuel Talhante

Sem comentários: